08/04/08

Mulher d'Areia


                        No país de Rá deus do sol
                        Poema em música cantado
                        Dorme a cotovia e o rouxinol
                        E ela nos braços do seu amado

                        Belo rosto no peito deitado
                        Olhos semicerrados, lábio tremente
                        No antigo Egipto sob uma palmeira

                        Sarcófago com hieróglifos estudado
                        Palavra doce, palavra quente
                        Dita e sentida p'la mulher d'areia

                        Tanto trabalho e tanto doutor
                        E a palavra era simplesmente... Amor!

Sem comentários: