03/05/05

Divagando!...

– Sozinho, encontro as ruas do meu destino!

– Por uma amizade perdida, uma lágrima tem guarida!

– As lágrimas do meu olhar, são chuvas do meu penar!

– Olhámos o sentido e sentimos o vazio!

– Assinalamos a partida e nem um adeus de mão amiga!

– É uma escuridão sem um amigo à mão!

– Desatou-se o nó, alguém ficou... só!

Fotografia: Rui Palha


03.02.2004

Sem comentários: